Procedimento para desobstrução deverá ser feito após a votação da denúncia contra Temer na Câmara

Depois de ser denunciado duas vezes pela ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot, o presidente Michel Temer teve um novo contratempo, desta vez em relação a sua saúde. Segundo a TV Globo, o presidente está com uma artéria coronária (que leva oxigênio e outros nutrientes ao coração) parcialmente obstruída e deverá ser submetido a um cateterismo nos próximos dias.

Ainda segundo a emissora carioca, Temer pensou em fazer o procedimento na última sexta (6), mas optou por adiar para depois da votação da denúncia na Câmara dos Deputados, o que deve ocorrer até o fim de outubro.

O Palácio do Planalto afirmou à Globo que o presidente está em perfeito estado de saúde e que, em exames feitos pelo presidente, não foi reportado nenhum problema a Temer. O médico particular do presidente, Roberto Kalil filho, não quis comentar o assunto.